Serviços
Previsão do Tempo
Notícias
Quinta, 12 de Abril de 2018

Procurando se adequar ao que dispões a Lei Federal 12.305/2010, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos e impõe a responsabilidade compartilhada pela destinação dos resíduos, incluindo a coleta seletiva, o setor de Meio Ambiente do Município deu início ao processo de adequação da coleta do lixo na cidade.

Através de campanhas que vêm sendo realizadas ao longo dos anos e intensificadas nos últimos meses, a coleta seletiva de lixo começará a acontecer a partir do dia 23 de abril, ficando obrigatório aos moradores a separação adequada do lixo seco e do lixo orgânico.

A partir desta implantação, estabeleceu-se um cronograma para a coleta seletiva, que se dará nos seguintes dias:

·               LIXO RECICLÁVEL/SECO: terça-feira, quarta-feira e sexta-feira de tarde;

·               LIXO ORGÂNICO: segunda-feira de tarde e quinta-feira de manhã.

A coordenadora de Meio Ambiente, Débora Turchetto Zamban, lembra que o lixo orgânico só poderá ser colocado para coleta nos dias estipulados, sendo que o lixo que estiver em desacordo não será recolhido pela empresa responsável.

“A obrigatoriedade de proceder à coleta seletiva do lixo veio com a implantação da Política Nacional de Resíduos Sólidos, e deveria ter sido iniciada ainda no ano de 2014. Entretanto somente agora está sendo implantada, porque antes buscou-se pela conscientização da população, inclusive com campanhas para  realização da compostagem, desenvolvidas em parcerias com outras secretarias, como Secretaria de Saúde e Secretaria de Educação. Mas mesmo havendo a coleta seletiva, deve a população continuar fazendo compostagem como vem fazendo ao longo dos anos”.

 Débora lembra, ainda, que nem tudo o que é descartado nas residências deverá ser colocado para coleta, como por exemplo, pilhas, baterias, lâmpadas, medicamentos e eletroeletrônico. “Estes materiais devem ser guardados e entregues nos locais disponibilizados para o recebimento dos mesmos, uma vez que o descarte deles é realizado de forma diferente, devido ao risco de contaminação. Lâmpadas devem ser devolvidas nos locais de compra. Além disto, seguidamente são feitas campanhas para recolhimento de eletroeletrônico, então devem os munícipes fazer o descarte durante as mesmas”.



Fonte: PREFEITURA MUNICIPAL